sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Caso Guerreiro é votado pelo Conselho.

Depois de anos de polêmicas, aconteceu na noite de ontem a sessão do Conselho Deliberativo que votou sobre a reabertura do processo sobre Guerreiro. Apesar do grande número de faltas, 177 conselheiros estiveram presentes na votação. Dentre eles, 66 votaram pela retomada da apuração sobre as responsabilidades do ex-presidentes e 101 votaram pelo arquivamento do processo. Além disso, outros 10 presentes se abstiveram.

Com o resultado da votação, que decepcionou grande parte da torcida gremista, o processo sobre José Alberto Guerreiro não será reaberto para maiores investigações.  O processo, iniciado em 2007, previa o afastamento de Guerreiro do Conselho do Grêmio. Porém, com o resultado, o ex-presidente será mantido.

Foto: ClicRBS
José Alberto Guerreiro foi presidente do Grêmio no período de 1999 a 2002. Durante seu mandato, na compra dos jogadores Paulo Nunes, Astrada e Amato, cheques nominais ao clube foram compensados, mas nunca entraram nos cofres do clube. O valor de 310 mil dólares, enviados pela empresa ISL ao Grêmio, em agosto de 2000, foi depositado em contas de doleiros de Brasília e Santa Catarina e nunca chegaram até os cofres do Olímpico.

Na ocasião, o ex-presidente foi denunciado pelo Ministério Público e condenado a dois anos e dois meses pela 1ª Vara Criminal de Porto Alegre. Porém, teve a pena convertida em prestação de serviços comunitários.  O processo foi conhecido como Caso ISL.

Confira abaixo os nomes dos 177 conselheiros que estiveram presentes na sessão de ontem sobre o caso. Os créditos são do blog Imortal Tricolor.

Votaram a favor da reabertura do processo:
Total de votos: 66

Adalberto Preis
Alessandro Alves dos Santos
Alexandre Gucciardo Fraga
Andre Becker Damiani
André Luiz Azambuja Krieger
André Rousselet Sardá
Anselmo Duarte da Silva
Antonio Augusto Silveiro Cruz
Bernardo Coester Kramer
Carlos Augusto Caloghero
Carlos Biedermann
Carlos Casses Presser Filho
Cláudio Roberto de Morais Garcez
Cristiano Luis da Rocha Gobbo
Daniel Bertuol Trentini
Décio Diglio Selaimen
Diego Casagrande da Rocha
Fábio Augusto Toscani Andretta
Fernando Bonato Schein
Flávio Ribeiro de Vasconcellos
Gabriel Buffe de Mello
Gabriel Tomazi Cabistani
Giuliano Rossoni Vieceli
Glenio Costa de Mello
Jeferson Sadonis Nunes
Jéferson Thomas
João Alfredo Kehl Spier
João Carlos Zago Junior
João Manoel Martins Silva
Jorge Eduardo Saraiva Bastos
Jose Paulo Araujo
Leandro Muraro Bortolini
Leonel Knijnik
Lucas de O. Freitas Sacchet
Luciano Dahmer Hocsman
Luciano de Faria Brasil
Marcelo Pascotini
Marco José Bobsin
Marcos Bier Herrmann
Messias Stroschein Soares
Minwer Mahfuz Daquwija
Nestor Fernando Hein
Nestor Muller
Nilton Cesar da Silva Lima
Nilton Tomazi Cabistani
Norton Luiz Lenhart
Odorico Orestes Ramos Roman
Pablo Rodrigo da Silva Nicolau
Paulo Jorge Silveira Luz
Paulo Ricardo Piccinini Vial
Paulo Roberto da Silva Pintio
Paulo Saraiva de Mello
Pedro Regis Klasmann
Pierre Gonçalves
Rafael Hansen de Lima
Rafael Silva de Souza
Raul Régis de Freita Lima
Renato Kliemann Paese
Richard Eduard Ducker
Roberto Lirio Paz
Roberto Sommer
Rodrigo Andrade Karan
Romildo Bolzan Jr.
Saul Berdichevski
Sergei Ignacio Assis da Costa
Sérgio Luís Bombassro

Votaram pelo arquivamento do processo:
Total de votos: 101

Adalberto Aquino Filho
Admar Barreto Neto
Adriano Rodrigues Saraiva
Alceu Lazzaretti
Alex Tomazzetti Melo
Andre Heineck Kruse
Angelo Daniel Carrion
Antonio Carlos de Azambuja
Antonio Carlos Machado Keunecke
Antônio Carlos Schamann Maineri
Antonio Frizzo
Antonio Luiz Braz
Antonio Roslank
Antônio Vicente da Fontoura Martins
Armando Cantarelli Alves
Arnaldo Dornelles Amaral
Augusto Cesar Valle Obando
Carlos Azeredo Jochims
Carlos Eugênio Nunes Lisboa
Cláudio Humberto Sauter
Cláudio Paim dos Santos
Clayton Luiz Castro Schultz
Clodoaldo José Carvalho da Silveira
Cristiano Lindner Ribas
Darci Antonio Corbellini
Denis Vieira Abrahão
Denise Rombaldi Vieira
Edir Comasseto
Edson Berwanger
Eduardo Abs da Cruz Caminha
Eduardo Cozza Magrisso
Elizaberth Pedrosa Ribeiro
Evandro Ramos Soares
Fabiano Silva Brasil
Fabio Moroni
Fernando di Primio Maineri Conceição
Francisco Antonio Montagna
Francisco de Paula Rocha dos Santos
Francisco José Moesch
Gilberto Kroeff
Guilherme Pinho Machado
Gustavo Pessota Rodrigues
Hélvio Moro
Hermes Cardoso Duarte
Hermes Cardoso Duarte Jr
Homero Belini Junior
Humberto Pereira Xavier da Silva
Irno Bordignon
Ismael Berdichevski
Ivo Fogazzi Balestrin
Ivo Rodrigues Fernandes
Jaime Eliseu Alves
Jaime Souza De Marco
Jayme Eduardo Machado
João Batista Burzlaff
João Carlos da Silva Severiano
João Luiz Maino
Joaquim José Xavier
Jorge Alberto Lorentz Aita
José Arthur Dahne Mickelberg
José César Rimolo Simões
José Guilardi Filho 
José Pedro Genovese Goulart
José Pedro Machado Keunecke
José Silvas
José Vicente De Carvalho Contursi
Juarez Souza Aiquel
Jurandir Soares dos Santos
Leandro André Krumpas Darcanchy
Luis Fernando G. Costa Ventura
Luiz Fernando dos Santos Moreira
Luiz Roberto Stigler Marczyk
Marcelo Cabral de Azambuja
Marco Antônio Bandeira Scapini
Marcos Paulo Coutinho Usui
Mario Augusto Athayde Portella
Mario Pocstaruk
Nelson Carvalho De Nonohay
Nelson Ferreira Alves
Newton Quites
Ney Fontana Feijó
Nilson Roberto Scwengber
Oswaldo Fett
Paulo Cauhy Petry
Paulo Roberto Faria Ferrer
Reginaldo da Luz Pujol
Roberto Bandeira Pereira
Roberto Dias Leivas
Robeson Luis Canal
Rodrigo Marcante Lazzarotto
Ronaldo Michaelsen Napoleão
Roque Cofferi
Rubem Borba Franco
Sergio Alexandre Chedas Bechelli
Sérgio Lewinsohn
Sérgio Sant'anna Pegoraro
Sérgio Vasques Souza
Túlio Jairo Pires de Macedo
Valdecir de Moraes Laus
Vitor Binfare Mottin
Walmor Paulo Sauter

Abstiveram-se de votar:
Total de abstenções: 10

Alberto Martins Brentano (Comissão de Assuntos Legais)*
David Stival
Flávio Obino
José Alberto Machado Guerreiro
Leandro Vidal Nogueira (Comissão de Assuntos Legais)*
Luiz Antonio de Mello Moreira
Luiz Augusto Franciosi Portal (Comissão de Assuntos Legais)*
Marcelo de Liz Maineri
Rui Costa dos Santos (Comissão de Assuntos Legais)*
Tomas Silveira Martins Hartmann (Comissão de Assuntos Legais)*

*Os 5 participantes da Comissão de Assuntos Legais e Estatuários presentes à sessão se julgaram impedidos de votar.

Um comentário:

Felipe Pugliese disse...

Olá caros tricolores.

Sou de São Paulo, mas gosto do Grêmio. Estou indignado com a situação vivida pelo clube e resolvi escrever um texto no meu blog. Dá uma passada lá.


http://paixaoclubistica.blogspot.com/2011/12/mortal.html